hiperatividade e corantes artificiais


Um estudo interessante conduzido pela Universidade de Southampton* com 153 crianças de 3 anos de idade e 144 entre 8/9 anos de idade mostrou um aumento significativo de hiperatividade com o uso de alguns corantes artificiais junto ou separadamente com o uso do conservante benzoato de sódio (que aparece em vários refrigerantes). A hiperatividade diminue com uma dieta sem esses corantes artificiais e volta a aumentar com a reintrodução deles. A diminuição da hiperatividade foi percebida por vários pais com a mudança de dieta de seus filhos e pode ser conferida no blog da FOOD STANDART AGENCY .
Os corantes relacionados foram:
amarelo crepúsculo (E110),
amarelo quinolínico (E104),
carmoisina (E122),
vermelho alura (E129),
tartazina(E102) e
ponceau 4R (E124)
....é sempre bom ficarmos atentos aos rótulos (que são em geral diminutos) para escolher o que há de melhor para a saúde de nossos filhos.

*O estudo foi publicado na revista médica -The Lancet, Volume 370, Issue 9598, Pages 1560 - 1567, 3 November 2007

Um comentário:

Suzana disse...

Procuro evitar todos os "antes" - conservantes, aromatizantes, corantes etc... - artificiais.
Para isso leio sempre aquela parte dos "ingredientes" obrigatoria nas embalagens dos alimentos.
Se algum dos ingredientes do produto nao existir na natureza, nao como nem dou as criancas!
Beijos
Suzana, mae da Fernanda, Lorena, Martina e Joaquim